<$BlogRSDURL$>

A grande vantagem de ter um blog é que uma pessoa pode escrever sobre o que bem lhe apetece.

segunda-feira, janeiro 19, 2004

Há uns meses atrás, ainda antes do Verão, concorri a uma bolsa de estudo de três meses na Universidade de Pernambuco, Brasil. A bolsa incluía os três meses de estadia pagos, alimentação e ainda uma quantia equivalente a três salários mínimos portugueses. Mesmo sendo a viagem paga pelo nosso bolso, tendo em conta o baixo nível de vida no Brasil, a bolsa e o desafio valeriam bem a pena!
Pouco tempo depois de concorrer, saíram os resultados e soube que a bolsa tinha sido atribuída a um aluno do último ano. Percebi o porquê da escolha. Aliás eles deixavam bem claro que escolheriam o aluno com mais formação. Resignei-me e nunca mais pensei nisso.
Hoje liguei a uma colega minha para saber datas de frequências e exames e ela diz-me muito excitada que à porta da nossa escola estava uma folha com o meu nome e o de mais quatro alunos sobre “qualquer coisa de Pernambuco”. Lembrei-me logo da bolsa e pensei cá para comigo “Queres ver que o rapaz desistiu e afinal ainda vou para o Brasil?”. Toda contente, liguei para a escola para saber o que se tratava. Atendeu-me a senhora do Gabinete de Relações Internacionais que, depois de expor o meu caso, me disse, muito descontraída:
- “Desculpe, mas a bolsa já foi atribuída e usufruída. Aliás, o rapaz já voltou e tudo.
- “Então se é assim, porque é que, passados mais de seis meses, ainda está lá a folha com os nomes de quem se candidatou?
- “Oh, sabe, é que como a escola tem tão pouco acesso a bolsas destas, deixámo-la lá para se saber que já se fez uma actividade deste tipo.

Moral da história: Até 2015 vou ter gente a perguntar-me o porquê do meu nome estar numa folha à porta da escola e se vou para Pernambuco…

This page is powered by Blogger. Isn't yours?